21 de julho de 2017

judo é no tatami # 42

Saturday night fever!
Como não podia deixar de ser, sábado à noite foi sempre a bombar, com uma energética sessão de Pijumba - zumba em pijama -, com a colaboração e orientação da nossa monitora Catarina Alcarrão que se estreou naquele tipo de dança e correu tão-mas-tão-bem que acredito que tenha um futuro brilhante pela frente.
Todo o grupo aderiu com emoção e o tatami, desta vez, foi pisado não com randoris, nada disso!, mas com animados passos de zumba, saltos e pinotes.
Mais tarde, para dar um empurrãozinho ao João Pestana, seguiu-se a hora do conto, pela mão de Elsa Freitas, com os Judoquinhas já enfiados até às orelhas nos seus sacos-cama e prestes a fazer meia noite.
Depois, às páginas tantas, houve aqueles pirralhos-fofos que aterraram logo que nem tordos e houve os outros que não conseguiam fechar a pestana e nos fritaram o miolo.
Temos de louvar o excelente trabalho da monitora Gabriela Barbosa que andou a fazer massagens e cafunés nas cabeças dos miúdos até caírem para o lado.
A nossa equipa é, realmente, fan-tás-tica!!!
Sábado já terminou.
Já só falta domingo!
Até breve!

20 de julho de 2017

judo é no tatami # 41

Sábado à tarde, a diversão continuou sob a forma de um paddy paper fora de série, cheinho de circuitos, pistas, trabalho de equipa, gritos de guerra e inúmeras pegadas para descobrir.
O nome era nem mais nem menos do que "Caça aos Mamíferos”.
Como podem imaginar, o tema explorado foram os mamíferos em Portugal.
Assim, foram dados a conhecer alguns mamíferos selvagens característicos da fauna portuguesa e a garotada saiu daqui bem mais elucidada acerca dos bicharocos todos e mais algum.
Este dinâmico jogo didático foi criado e muito bem criado pela nossa monitora e bióloga Diana Valente e, sinceramente, não podia ter corrido melhor.
Nesta atividade, cada grupo tinha de executar alguns jogos, inspirados em jogos tradicionais, e responder a um questionário mais ou menos complexo.
Foram criados postos sob a vigilância de cada monitor e as equipas tinham de mostrar aquilo que valiam.
O meu era o posto cinco e a pegada  impressa correspondia à de um urso.
A equipa vencedora foi "Os amigos da Palhaça" e cada membro recebeu uma medalha à altura.
100% de adrenalina!!

19 de julho de 2017

judo é no tatami # 40

Se pensam que o 4JUDO Camp se ficou por aqui, estão muito bem enganados.
Ainda mal começámos.
Sábado à tarde, houve sessão de cinema para a garotada, com direito a gomas e tudo.
Depois, seguiu-se um momento mágico e especial: o lançamento do videograma Toshi – the movie, uma pequena brincadeira preparada por mim com muito carinho e dedicação.
Para isso, contei com a participação do filhote Bernardo, do Nuno, da Ippon - a vilã da história - e da bonecada TODA cá de casa.
Este vídeo de cariz pedagógico tem como personagem principal a mascote do projeto, o nosso querido e fantástico Toshi.
O intuito foi criar empatia com os mais novos, que se identificaram com a história da nossa mascote, uma história comum a muitas crianças que passam por momentos de agressividade na escola e pretendem retribuir na mesma moeda.
Com Toshi - the movie pretendeu-se sensibilizar os garotos para a verdadeira essência do Judo, destacando-se, mais uma vez, os valores da honra, da nobreza, da amizade, da perseverança e da disciplina.
Espero que gostem!

18 de julho de 2017

judo é no tatami # 39

Pelo terceiro ano consecutivo, o 4JUDO Camp foi um verdadeiro sucesso, sim senhor, disso não há dúvidas. 
Abraçou mais de trinta Judocas, com idades compreendidas entre os seis e os treze anos, e oito monitores dispostos a tudo para cumprir o programa à risca, a manter a ordem e a garantir muita diversão. 
O cardápio de atividades foi bem recheado e não faltou o fôlego aos mais novos, ah!, pois não.
Sábado de manhã começou bem cedo, com a saudação aos Judocas.
Os pequenos samurais foram recebidos de braços abertos: houve muita mochilada, muitos sacos cama, muito entusiasmo e um até-breve aos papás babados.
Foram logo formadas várias equipas que se distinguiam por cores, através de pulseiras identificativas, e os monitores foram destacados (eu e a Elsa ficámos com os pirralhos mais novos, os nossos amarelinhos).
A primeira atividade foi o workshop de breakdance, com o professor Tiago Melo, que dinamizou os grupos e fez com que muitas crianças perdessem a vergonha e se soltassem ao ritmo da música, com carradas de estilo.
No final, formou-se uma roda humana gigante e a adesão foi tal que todos os miúdos e graúdos quiseram expressar-se dentro do círculo e mostrar as habilidades que tinham aprendido, que eram mais que muitas.
Seguiu-se uma partida de andebol e de futebol e o tão esperado almoço dos guerreiros.
Até breve!

judo é no tatami # 38

Este fim de semana, nos dias 15 e 16 de julho, realizou-se, na Palhaça, na ADREP, a terceira edição do tão aguardado...
tam! tam! tam!
 4JUDO Camp!!
Curiosos?
Acho muito bem que estejam!
Para ser sincera, já estava a fazer a contagem decrescente há 365 dias, mais coisa, menos coisa. 
Para quem come muito queijo e não se recorda, esta é uma iniciativa inovadora organizada pelo fantástico 4JUDO Project, cujo objetivo é mesmo juntar os Judoquinhas mais fixes do distrito de Aveiro e proporcionar-lhes dois dias non stop de pura diversão, adrenalina, amizade e algum Judo, claro!
A nossa preocupação foi deixar os resultados desportivos de lado (quem ganha e quem perde não é importante) e ajudar a formar bons cidadãos, pois crianças felizes irão tornar-se cidadãos com caráter.
Antes de começar a falar nas nossas mil e uma aventuras, quero sublinhar que, por trás desta iniciativa com i maiúsculo, está um conjunto de pessoas incríveis que fizeram com que tudo isto fosse possível e, mais!, com que tudo isto fosse perfeito.
A equipa de monitores do 4JUDO Camp (da qual tive o enorme privilégio de fazer parte) foi verdadeiramente irrepreensível e incansável em toda a ajuda prestada, bem como na dinamização dos jogos e atividades lúdicas, contagiando tudo e todos com a sua energia. São eles o monitor e organizador Nuno Vieira, o Mestre João Cruz, a Elsa Freitas, o José Vilão, a Mestre Diana Valente, a Gabriela Barbosa e a Catarina Alcarrão. 
Agradecemos também à Lília Rocha que, muito amavelmente, cedeu o material para a realização dos jogos tradicionais, à ADREP e a todo o staff da organização que nos tratou a pão de ló, com um serviço incrível, uma comida fantástica, de fazer crescer água na boca, e uma simpatia fora de série, e ao Presidente Maria Braga por acreditar neste projeto que tem tudo para ser grande. 
Olha para nós, tão liindos!

Já volto com mais novidades!

17 de julho de 2017

os meus cinco minutos # 14

A pequena Maria tem doze anos e está na merda.
Está na merda, pois a mãe pô-la de castigo e tirou-lhe o telemóvel.
Nada no mundo pode ser pior do que nos tirarem o telemóvel!
Grrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr!!!!
Vvvvvvvvvvv!!
Pppppppppp!
Rrrrrrrrrrrrrrrrr!
Não é justo!
Toda a nossa vida está lá!
Está lá a nossa turma inteira, o nosso melhor amigo, o cão, o gato, os concertos, as férias.
Tudo!
Tiraram-lhe o telemóvel sem lhe pedirem autorização e tiraram-lhe um pedaço de si.
Tiraram-lhe o telemóvel, porque disse asneiras (mas todos os meus amigos dizem asneiras!) porque mentiu (vá lá, quem não mente???!!), porque andava a trocar mensagens com rapazes que nem sequer conhecia (e isso é crime???).
Mas a Maria tinha deixado de ser a Maria há muito.
Já não falava com os pais, já não brincava com os amigos, já não cantava, nem lia, nem jogava, nem sorria.
Vamos lá dar o telemóvel à Maria, para saber que confiamos nela.
Vamos lá dizer à Maria que gostamos dela e a amamos e que tudo vai ser como era dantes.
Vamos lá esquecer o assunto e dizer que temos orgulho da Maria, mesmo quando não arruma o quarto e não tira boas notas.
E a mãe voltou a dar-lhe o telemóvel.
Toma lá!
Voltou a dizer que a amava.
Amo-te!
Voltou a confiar nela.
Confio em ti!
E a Maria esqueceu-se de tudo.
A Maria voltou a dizer asneiras para ser fixe, a Maria voltou a falar com o António que não conhecia, pois ele dizia-lhe que era bonita e ela queria tanto acreditar, a Maria voltou a trair a melhor amiga, porque estava apaixonada pelo namorado que, afinal de contas, coitado, amava as duas ao mesmo tempo e não tinha culpa disso, e tudo voltou ao mesmo.
Porra para os telemóveis que levam as Marias de nós!

16 de julho de 2017

tribord diving mask

Esta é a máscara de mergulho que a minha irmã João deu ao Bernardo, há coisa de uma semana.
Antes de mais, quero deixar bem claro que não sou, de todo, uma defensora acérrima de máscaras de mergulho.
Nunca fui, aliás.
Confesso.
Como toda a gente sabe, quando as enfiamos, engolimos meia piscina, meio Oceano Atlântico, meio qualquer coisa e isso não pode ser bom sinal, não senhor.
Na realidade, mais vale mergulharmos pelos nossos próprios meios e tentarmos abrir os olhitos lá em baixo, conforme conseguirmos, e vermos as coisas meio turvas, mas cá sem tubos estranhos enfiados na boca, que só servem para atrapalhar.
Esta é a minha teoria.
Sempre foi.
Mas, desta vez, a máscara da Tribord parecia-me diferente.
Muito mais robusta.
Muito mais fiável.
Com um design inovador e tal e... não me enganei.
Não entra ponta de água.
Palavra!
Já era bom se engolisse um ou dois goles, mas não engolir água nenhuma é a perfeição.
Para os papás mais preocupados em garantir o mergulho sequinho dos seus rebentos (e com imensa vontade de experimentarem as coisas dos filhos), esta máscara da Tribord, por 29,99 sapatinhos, é um pedacinho do céu.
Testada por mim e pela espuma do meu café, claro!


Tipo isto!

15 de julho de 2017

filorga

Sim.
Filorga.
Já ouviram falar neste nome?
Não???!!!
Pois então, meninas, fixem-no bem fixadinhos.
O magnífico creme diário Universal Cream, dos laboratórios Filorag, Paris, além de hidratar e suavizar a pele, previne cicatrizes, estrias  e regenera a pele de tooooda a família.
Os resultados são visíveis e, depois de experimentarem, não vão querer outra coisa.
Aqui está um bom investimento para este verão, apenas por €35,00.

13 de julho de 2017

a espuma do meu café # 45

Ontem, a criança ofereceu-me este livro, muito amorosamente, e disse-me:
Toma, mamã! Com este livro vais ser muito famosa! Vais ficar multimilionária e comprar uma casa com piscina!